Cotovelo de Tenista e Cotovelo de Golfista: Quando a Cirurgia é a Melhor Opção

Cotovelo de Tenista e Cotovelo de Golfista: Quando a Cirurgia é a Melhor Opção

Cotovelo de Tenista e Cotovelo de Golfista: Quando a Cirurgia é a Melhor Opção

 

 

A epicondilite lateral, ou cotovelo de tenista, é uma doença crônica que afeta a porção externa do cotovelo, causando dor intensa e prejudicando a realização de movimentos. Via de regra, essa doença é desencadeada pelo uso excessivo da musculatura extensora do antebraço, fazendo com que o acúmulo de micro lesões afetem o tendão extensor comum e extensor radial curto e desencadeiam um processo degenerativo.

 

Já o cotovelo de golfista, a epicondilite medial, afeta a porção interna do cotovelo devido a movimentos repetitivos, fadiga em excesso ou esforços realizados de forma inadequada com a musculatura interna do antebraço. Assim como na epicondilite lateral, essa doença causa dor intensa e prejudica a realização de movimentos.

 

Diagnóstico e tratamento da epicondilite medial – cotovelo de tenista

 

O diagnóstico da epicondilite lateral inclui avaliação clínica e do histórico do paciente, podendo ser complementada por alguns exames de imagem. Esses exames são realizados para descartar possíveis diagnósticos diferenciais e obter uma avaliação mais precisa.

 

O médico pode solicitar a realização de raio-x para avaliação dos ossos da articulação e a ressonância nuclear magnética ou ultrassom para avaliar mais precisamente os tendões que compõem a articulação do cotovelo. Esses exames vão ajudar a identificar lesões tendíneas parciais ou totais, contribuindo para um tratamento mais efetivo.

 

Na maior parte dos casos, o cotovelo de tenista pode ser tratado com uma abordagem conservadora. Na fase aguda, pode ser recomendado repouso, aplicação de compressa de gelo e medicamentos anti-inflamatórios para aliviar a dor e melhorar qualidade de vida do paciente.

 

A utilização de órteses e imobilizadores também pode ser indicada, assim como a fisioterapia para o fortalecimento muscular. O tratamento da epicondilite lateral também pode se beneficiar com a infiltração de medicamentos de forma local, como corticosteroides e ácido hialurônico, além dos tratamentos biológicos.

 

Diagnóstico e tratamento do cotovelo de golfista

 

Assim como no caso da epicondilite lateral, o diagnóstico do cotovelo de golfista é realizado pelo médico ortopedista através do exame físico e avaliação do histórico do paciente. A realização de exames de imagem também pode ser solicitada para obter um diagnóstico preciso da lesão.

 

O tratamento dessa condição também é bastante semelhante do tratamento para cotovelo de tenista, sendo recomendado repouso, e medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios para controle da dor.

 

A fisioterapia e o fortalecimento muscular através da reabilitação também podem ser implementados para agilizar o tratamento e proporcionar mais qualidade de vida. A infiltração com corticosteróides ou ácido hialurônico também pode ser eficaz para reduzir a dor e o desconforto, assim como a realização de terapias biológicas.

 

Quando a cirurgia é necessária?

 

Nos casos onde o tratamento conservador não conseguiu entregar os resultados esperados e o paciente ainda relata dor e desconforto, o médico pode recomendar a realização de uma cirurgia para resolução do problema.

 

Essa cirurgia pode ser realizada através de técnicas artroscópicas para examinar as estruturas do cotovelo e tratar os danos sofridos pela articulação e realizar o desbridamento do tendão. Também pode ser recomendada a intervenção cirúrgica aberta de acordo com avaliação do médico responsável e das necessidades do paciente.

 

O principal objetivo da intervenção cirúrgica é proceder ressecção do tecido que se encontra degenerado e a resinserção da musculatura extensora ou com ancoras ou com sutura transóssea..

 

A maior parte dos casos de epicondilite lateral e epicondilite medial se beneficia com o tratamento conservador, que consegue entregar bons resultados no combate aos sintomas e à inflamação.



Olá!

Gostaria de receber uma ligação?